domingo, 29 de abril de 2012

Altar da Almas da Ig. Matriz de Cabrela


Altar das Almas da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Cabrela (Montemor-o-Novo). Esta imagem está publicada no Inventário Artístico de Portugal de Túlio Espanca (Distrito de Évora, Zona Norte, Volume II)
Autor David Freitas
Data Fotografia 1975 ant. -
Legenda Altar da Almas da Ig. Matriz de Cabrela
Cota DFT4507 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Castelo de Evoramonte


Autor David Freitas
Data Fotografia 1975 dep. -
Legenda Castelo de Evoramonte
Cota DFT704 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Gastronomia Tradicional Alentejana - Bolo Podre

Ingredientes:
6 ovos,
2,5 dl de mel,
2,5 dl de azeite,
250 g de açúcar,
1/2 colher de sopa de canela,
350 g de farinha,
1 colher de chá de fermento em pó,
1 limão,
azeite ou banha q.b.


Preparação:
Deitam-se numa tigela o mel, o azeite, o açúcar e a raspa da casca de limão e batem-se até se obter um preparado esbranquiçado. Em seguida junta-se a canela e as gemas uma a uma, batendo bem entre cada adição. Entretanto, tem-se as claras batidas em castelo bem firme, que se juntam ao preparado anterior, alternando com a farinha previamente peneirada com o fermento. Deita-se a massa numa forma grande untada com banha ou com azeite e leva-se a cozer em forno moderado. Durante os primeiros 20 minutos de cozedura, convém tapar o bolo com um papel pardo untado com banha. Este bolo tem que ser muito batido.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Cancioneiro Alentejano - Levantou-se o lavrador

Levantou-se o lavrador
Vai passear à herdade
Montado no seu cavalo
Minha linda aurora!
Vai em sua liberdade.
Vai em sua liberdade
Vai em seu esplendor
Vai passear à herdade
Minha linda aurora!
Levantou-se o lavrador


O pobre trabalhador
Todo o mal consigo tem
O pobre trabalhador
Minha linda aurora!
Todo o mal consigo tem
Trabalha não tem valor
No mundo não é ninguém
Trabalha não tem valor
Minha linda aurora!
No mundo não é ninguém

sábado, 21 de abril de 2012

Igreja paroquial de São Romão


Interior da Igreja paroquial de São Romão (concelho de Vila Viçosa). Esta imagem está publicada no Inventário Artístico de Portugal de Túlio Espanca (Distrito de Évora, Zona Sul, Volume II, est.621)

Autor David Freitas
Data Fotografia 1978 ant. -
Legenda Igreja paroquial de São Romão
Cota DFT4700 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Ermida de São Pedro, em Montemor-o-Novo


Aspecto interior da Ermida de São Pedro, em Montemor-o-Novo. Esta imagem está publicada no Inventário Artístico de Túlio Espanca (Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Évora - Zona Norte, vol.II, Lisboa, Academia Nacional de Belas Artes, 1975, est. 358).


Autor David Freitas
Data Fotografia 1975 ant. -
Legenda Ermida de São Pedro, em Montemor-o-Novo
Cota DFT535 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

terça-feira, 17 de abril de 2012

Coro da Capela da Rainha Santa Isabel


Autor David Freitas
Data Fotografia 1966 ant. -
Legenda Coro da Capela da Rainha Santa Isabel
Cota DFT445 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

domingo, 15 de abril de 2012

Gastronomia Tradicional Alentejana - Bolo de Amêndoa do Convento da Vidigueira

Ingredientes:
450 g de miolo de amêndoa,
500 g de açúcar,
12 gemas,
6 claras,
100 g de farinha,
1 colher de café de canela,
açúcar para polvilhar


Preparação:
Bate-se bem o açúcar com as gemas e as claras. Junta-se a amêndoa pelada e passada pela máquina, a canela e a farinha. Bate-se novamente e leva-se ao forno a cozer em forma untada com manteiga e polvilhada com farinha. Depois de cozido e frio, corta-se em fatias, que se polvilham com açúcar.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Cancioneiro Alentejano - Levantei-me um dia cedo (para ver o cartaxinho)

Oh meu amor , meu amor,
Oh meu amor, oh meu bem!
O que eu não fizer por ti,
Oh meu lindo amor!
Não farei por mais ninguém!


Levantei-me um dia cedo,
Para ver o cartaxinho,
Levava pasto no bico
Ó meu lindo amor!
Já ia fazer o ninho!
Já ia fazer o ninho
Em cima do arvoredo
Para ver o cartaxinho
Ó meu lindo amor!
Levantei-me um dia cedo


O meu amor ontem à noite,
Pela vida me jurou,
Que se ia deitar ao mar
Oh meu lindo amor!
Se ele é tolo, eu cá não sou!


Levantei-me um dia cedo,
Para ver o cartaxinho,
Etc.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Igreja paroquial de Bencatel


Interior da Igreja paroquial de Bencatel (concelho de Vila Viçosa). Esta imagem está publicada no Inventário Artístico de Portugal de Túlio Espanca (Distrito de Évora, Zona Sul, Volume II, est. 617)

Autor David Freitas
Data Fotografia 1978 ant. -
Legenda Igreja paroquial de Bencatel
Cota DFT4699 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Convento das Chagas de Cristo em V. Viçosa


Coro de baixo, panteão das duquesas de Bragança, no Convento das Chagas de Cristo em Vila Viçosa. Esta imagem está publicada no Inventário Artístico de Portugal de Túlio Espanca (Distrito de Évora, Zona Sul, Volume II, est. 513).

Autor David Freitas
Data Fotografia 1978 ant. -
Legenda Convento das Chagas de Cristo em V. Viçosa
Cota DFT4621 - Proprietário Arquivo Fotográfico CME

sábado, 7 de abril de 2012

Ermida de S. Geraldo, Alcáçovas


Capela-mor da Ermida de São Geraldo, nas Alcáçovas (concelho de Viana do Alentejo): vestígios de pinturas murais e retábulo de talha dourada (sécs. XVII-XVIII). Esta imagem está publicada no Inventário Artístico de Portugal de Túlio Espanca (Distrito de Évora, Zona Sul, Volume II).

Autor David Freitas
Data Fotografia 1978 ant. -
Legenda Ermida de S. Geraldo, Alcáçovas
Cota DFT4721 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Gastronomia Tradicional Alentejana - Bolo Barranquenho

Ingredientes:
4 ovos
500g de açúcar
2,5 dl de leite
2 dl de azeite
600g de farinha
raspa de limão ou laranja
sumo de laranja
pó royal


Preparação:
Batem-se as claras em castelo e reservam-se. Junte as gemas com o açúcar, depois o azeite, seguido do leite. Junte a raspa do limão e depois o sumo. Aos poucos vá juntando a farinha e uma colher de chá de pó royal. Por fim, deite as claras, bata tudo muito bem, deite numa forma previamente untada de farinha e manteiga e leve ao forno a cozer.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Cancioneiro Alentejano - Já lá vem rompendo aurora (os campos são os jardins)

Passarinho p’ra que cantas
Alegre ao pé de quem chora
O teu cantar me dá pena
Não cantes mais, vai-te embora


Já lá vem rompendo aurora
Os campos são um jardim
Cantam lindos passarinhos
Na rama do alecrim
Na rama do alecrim
Ouvi eu à mesma hora
Os campos são um jardim
Já lá vem rompendo aurora


Em tudo sinto poesia
Desde o insecto à planta
Tudo me diz sinfonia
Tudo me prende e encanta


Já lá vem rompendo aurora
Os campos são um jardim
Etc.

domingo, 1 de abril de 2012

Igreja da Misericórdia de Arraiolos


"Visitar os enfermos", painel de azulejos representando uma das dez obras das Misericórdias, na Igreja da Misericórdia de Arraiolos.

Autor David Freitas
Data Fotografia 1960 - 1970
Legenda Igreja da Misericórdia de Arraiolos
Cota DFT4458.1 - Propriedade Arquivo Fotográfico CME
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos